Bolsas fecham em baixa com preocupação com a inflação e desaceleração americana

NESTA MANHÃ
Nesta manhã: Bolsas fecham em baixa com preocupação com a inflação e desaceleração americana.
  • Os mercados acionários asiáticos fecharam com viés de baixa, na esteira do recuo das bolsas de Nova York, em sessão na qual os negócios foram contaminados por temores de que a inflação e o aperto monetário global segurem o crescimento econômico das principais potências econômicas mundiais. Dessa forma, o Nikkei, de Tóquio, registrou queda de 0,16% e o Hang Seng, de Hong Kong, recuou 1,00%. Contudo, a China terminou avançando 0,42%. 
  • Na Europa, as bolsas europeias sobem e recuperam as perdas da sessão anterior. O dia é marcado por feriado em Londres, que mantém os mercados locais fechados e reduz a liquidez nas bolsas de todo continente. Sinalizações de dirigentes do BCE seguem no radar, enquanto investidores aguardam pela definição da OPEP acerca da produção para julho. Desse modo, o índice Stoxx Europe 600 avança 0,39%.  
  • Os futuros dos índices de ações de Wall Street indicam abertura em alta.
  • O rendimento do T-Notes de 10 anos está em 2,92%.
  • Os contratos futuros do Brent recuam 2,50% a US$ 110,72 o barril.
  • O ouro avança 0,53%, a US$ 1.856,04 a onça.
  • O Bitcoin negocia a US$ 29,9 mil.
AGENDA DO DIA
  • 08:00 Brasil: PIB (1° Tri)
  • 08:00 Brasil: IPP (Abr) 
  • 09:30 EUA: Pedidos por Seguro Desemprego 
  • 12:00 EUA: Estoques de Petróleo Bruto

RESUMO DO FECHAMENTO ANTERIOR
BRASIL

O Ibovespa fechou o dia no zero a zero, com 0,01% de alta, aos 111.359,94 pontos. Ao mesmo tempo, os juros futuros encerraram a sessão alta, como resultado do clima de aversão ao risco no exterior e preocupações com a inflação global, acentuada pelo avanço nos preços do petróleo.

Além disso, o dólar abriu junho em alta firme de 1,09%, a R$ 4,8050, em movimento alinhado à onda de fortalecimento da moeda americana no exterior. Indicadores econômicos nos EUA e alta persistente do petróleo avivam temores inflacionários e trazem de volta a percepção de que o Fed pode ser mais agressivo no ajuste da política monetária. Desse modo, nem a perspectiva positiva para preços das commodities, sustentada por relaxamento das medidas restritivas contra o Covid-19 na China e por dados acima do esperado da produção industrial chinesa, conseguiram dar sustentação ao real.

EXTERIOR

As bolsas de Nova York fecharam em baixa, à medida que as preocupações com a inflação e uma possibilidade de desaceleração da economia americana geraram cautela para investidores. A sequência de aperto monetário Fed é alvo de atenção, em um dia no qual dirigentes voltaram a reforçar os sinais de novas altas de juros. Assim, o índice Dow Jones fechou em baixa de 0,54%, o S&P 500 caiu 0,75%,e o Nasdaq recuou 0,72%. Da mesma forma, o rendimento dos Treasuries de 10 anos avançaram para 2,92%. Com efeito da alta dos juros, o índice DXY avançou 0,73%.

GUERRA NA UCRÂNIA

O presidente Volodymyr Zelensky disse que fornecer ao seu país armas de longo alcance não aumenta o risco de ataque ao território russo. Os comentários vem após o governo Biden afirmar que forneceria à Ucrânia um sistema de foguetes guiados capaz de atingir alvos de até 70 quilômetros. A Alemanha enviará um moderno sistema de defesa aérea e um radar anti-artilharia para a Ucrânia a fim de ajudar as forças do país a reagir contra o ataque russo, conforme afirmou o chanceler Olaf Scholz. 

As forças russas agora controlam 70% da cidade oriental de Severodonetsk, disse o governador de Luhansk, reforçando o objetivo de Moscou de tomar toda a área de Donbass na Ucrânia. Mais de 5,2 milhões de crianças precisam de assistência humanitária e pelo menos 262 foram mortas desde que a guerra começou há quase 100 dias, de acordo com a Unicef. Além disso, documentos revelaram que centenas de soldados russos escaparam dos combates na Ucrânia ou se recusaram a participar durante os estágios iniciais da guerra.

Os dados econômicos mais recentes mostraram que as fábricas russas tiveram produção e os novos pedidos caíram novamente em maio, levando a algumas perdas de empregos, de acordo com uma pesquisa com gerentes de compras feita pela S&P Global. (WSJ)

INDICADORES ECONÔMICOS NOS EUA

O índice de gerentes de compras (PMI) industrial dos EUA caiu de 59,2 em abril a 57,0 em maio, conforme pesquisa final divulgada pela S&P Global. A leitura definitiva ficou abaixo da estimativa preliminar de maio e também da previsão de analistas consultados pelo WSJ, que previam queda a 57,3. Apesar de ter reduzido, o avanço acima da barreira de 50 mostra que a manufatura se expandiu, ainda que em ritmo menor.

INDICADORES ECONÔMICOS NO BRASIL

O PMI industrial do Brasil avançou a 54,2 pontos em maio, após 51,8 pontos em abril, de acordo com  a S&P Global. O resultado – o mais alto em oito meses – mantém o indicador acima do nível neutro, de 50 pontos, o que sinaliza expansão do setor.

POLÍTICA NO BRASIL

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), nomeou na tarde desta quarta-feira (1) o deputado Arnaldo Jardim (Cidadania-SP) como relator do projeto de lei que altera a política de preços da Petrobras. O projeto obriga a Petrobras a tornar mais transparente a composição dos preços da gasolina, diesel e etanol. Assim, a estatal terá que divulgar mensalmente para a ANP tabelas com os custos detalhados de extração, refino, tributos, lucro e mark-up. Na terça-feira (31), o plenário da Câmara aprovou requerimento de urgência para o projeto. Desse modo, permite que o texto proposto pelo líder do PT, deputado Reginaldo Lopes (MG), seja votado direto no plenário, sem precisar passar pelas comissões. (Valor)

Numa queda de braço entre governadores e a União, os Estados querem que o Congresso estabeleça uma conta de compensação, abastecida com dividendos da Petrobras, com o fim de reparar a perda de receita com a queda do ICMS. Além de sugerir o uso dos dividendos, o texto articulado pelos Estados e enviado para o Congresso Nacional diz que a chamada “Conta de Compensação Arrecadatória do ICMS” será dotada também de recursos de participação especial e royalties de exploração de petróleo. (Valor)

Para mais notícias sobre política, acesse o Panorama Político.

PAINEL DE COTAÇÕES

As informações contidas neste material têm caráter meramente informativo, não constitui e nem deve ser interpretado como solicitação de compra ou venda, oferta ou recomendação
 de qualquer ativo financeiro, investimento, sugestão de alocação ou adoção de estratégias por parte dos destinatários. Este material é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da Órama Investimentos, incluindo agentes autônomos e clientes, podendo também ser divulgado no site e/ou em outros meios de comunicação da Órama. Fica
 proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da Órama.

Posts Similares