Aster FIC FIA BDR Nível I

Aster FIC FIA BDR Nível I

Fundada em 2021, a Aster Capital é uma gestora de recursos independente formada a partir da união de profissionais com ampla experiência no mercado financeiro e na economia real. A casa é focada na gestão de três fundos de ações com estratégia Long Only, traço levado por dois dos principais sócios, Marcello Silva e Marcos Matsutani, egressos da Constellation Asset Management. Atualmente, o AuM da gestora é de R$ 798 milhões, segundo dados do Quantum Axis.

Marcello Silva é sócio-fundador e gestor da Aster Capital, sendo o responsável pelo time de investimento dos dois veículos da casa. Marcello tem 15 anos de experiência na Constellation Asset Management, uma das principais gestoras de ações do Brasil, onde foi um dos principais sócios, analista e gestor.  

Marcos Matsutani é sócio-fundador e tem 14 anos de experiência no mercado financeiro. Começou sua carreira no Itaú e depois passou 12 anos na Constellation, onde foi analista de equity, membro do comitê de investimentos e um dos principais sócios ao lado de Marcello e Florian Bartunek, o principal sócio da Constellation. 

Rodrigo Nasser também é um dos principais sócios-fundadores ao lado de Marcello e Marcos. Nasser acumula mais de 20 anos de experiência no mercado de tecnologia, dos quais 11 anos passou na TOTVS, onde foi CEO da empresa no México e diretor de desenvolvimento. Além disso, foi VP de tech da Netshoes e advisor de outras empresas da economia real, como Pipefy e Hering. 

A gestora é composta por 18 profissionais, sendo quatro deles estagiários. A estrutura de análise da Aster Capital conta com quatro analistas de ações com ampla experiência no mercado, incluindo Marcos Matsutani. Além dos analistas de ações, o time conta com um trader e a presença de dois profissionais ligados à ciência de dados, sendo um deles Rodrigo Nasser, dedicado a dar mais profundidade às análises feitas pelo time para empresas que fazem parte do portfólio e, também, empresas-alvo que estão no radar do time de gestão e análise. 

O Aster FIC FIA BDR Nível I é um fundo que segue estratégia fundamentalista Long Only, ou seja, fica sempre com uma carteira comprada de ações, tendo a liberdade para diminuir a exposição e ficar com mais caixa dependendo da visão dos gestores. O principal foco da estratégia será explorar posições em empresas de qualidade (boa gestão, governança e dominância setorial), que têm alta capacidade de crescimento e, principalmente, que estão preparadas para grandes mudanças tecnológicas. Sua estratégia é a mesma do Aster FIC FIA, diferindo apenas o público alvo que é para investidores em geral e não para qualificados, consequentemente diminuindo a exposição a investimentos no exterior e o benchmark que é Ibovespa e não IPCA + Yield IMAB.

Vale ressaltar que não é interesse da gestão explorar posições em empresas que os fatores macro (ciclo econômico, juros, inflação, geopolítica) são mais determinantes para performance do que os fatores micro, ligados às questões fundamentalistas da empresa. 

O processo de investimento e decisório do fundo parte de uma análise do universo de mais de 450 empresas listadas, no qual o time aplica um filtro de liquidez, resultando em universo de 100 a 120 empresas. A partir desse momento passam a aplicar os filtros de qualidade, ligados à dominância/competitividade no setor, experiência da gestão e governança corporativa, por exemplo. As 60-80 empresas que restam depois dos filtros de qualidade são chamadas de “Core Group”, que são as principais empresas no radar do fundo. Destas, apenas 20, aproximadamente, são selecionadas para compor o portfólio. 

Além desse processo de investimento geral, existem reuniões para que o time de análise apresente para o comitê de investimentos os cases mais promissores. Em uma fase seguinte, os quatro membros do comitê de investimentos Marcello Silva, Marcos Matsutani, Rodrigo Nasser e Marcelo Zago discutem separadamente as teses e deliberam sobre a entrada da posição no portfólio. A decisão é colegiada, mas não é necessariamente consensual e a palavra final é do gestor. Quanto mais forte for a convicção do comitê no case, maior poderá ser a posição do papel na carteira. 

Em relação à gestão de risco, tendo em vista que o fundo segue uma estratégia Long Only, não há uso de stop loss nas posições, orçamento de volatilidade ou limite setorial. O que pode acontecer em determinados momentos é um aumento da posição em caixa em momentos de maior volatilidade, visando mitigar perdas. Segundo o regulamento, há um limite de 25% por posição, porém a gestora busca ter no máximo 15% de um determinado papel em seu portfólio. Tendo em vista que um dos principais fatores de risco é o de mercado, a Aster busca mitigá-lo através de uma carteira balanceada, diversificada e com rigorosa aplicação dos filtros de qualidade que é empregado ao longo do processo de investimento. 


A Órama Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A. distribui seus produtos para pessoas físicas e jurídicas. Recomendamos o preenchimento do seu Perfil de Investidor antes da realização de investimentos. As informações constantes neste documento estão em consonância com os regulamentos dos fundos de investimento, mas não os substituem. Leia a lâmina de Informações essenciais, se houver, e o regulamento antes de investir, disponíveis no site www.orama.com.br. RENTABILIDADE PASSADA NÃO REPRESENTA GARANTIA DE RENTABILIDADE FUTURA. AS RENTABILIDADES DIVULGADAS NÃO SÃO LÍQUIDAS DE IMPOSTOS E TAXAS DE ENTRADA, DE SAÍDA OU DE OUTRAS TAXAS, QUANDO APLICÁVEL. FUNDOS DE INVESTIMENTO NÃO CONTA COM GARANTIA DO ADMINISTRADOR, DO GESTOR, DE QUALQUER MECANISMO DE SEGURO OU DO FUNDO GARANTIDOR DE CRÉDITOS – FGC. Investimentos nos mercados financeiros e de capitais estão sujeitos a riscos de perda superior ao valor total do capital investido. Este material tem propósito meramente informativo. A Órama não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações aqui divulgadas. As informações deste material estão atualizadas até 28/02/2022.

Posts Similares