Arx Elbrus FIC FIIIRF

Arx Elbrus FIC FIIIRF

A ARX é uma das butiques de investimento do grupo global de assets do BNY Mellon, um dos maiores bancos do mundo com US$ 2,3 trilhões de ativos sob gestão, além de mais de US$ 35 trilhões sob administração e custódia.

Fundada em 2001 e adquirida em 2008 pelo BNY Mellon, a gestora possui mais de 19 anos de experiência na gestão de fundos. Atualmente a empresa está com R$ 39 bilhões sob gestão, distribuídos em uma grade diversificada de produtos, com estratégias de renda fixa, macro, crédito privado, equity hedge, long & short e ações long only. Todos os valores foram coletados do site da gestora.

Pierre Jadoul, CFA, é o responsável pelas estratégias de crédito privado da gestora, desde 2018. Antes disso, foi gestor das mesmas estratégias no CA Indosuez Wealth, por seis anos e atuou também na área de derivativos do Morgan Stanley.  

Além do gestor, a área de análise de crédito é composta por três analistas, Lucas Dias, Vitor Trova e Lucas Mata. 

Lucas Dias, CFA, trabalha ao lado de Jadoul na gestão do fundo desde a época em que atuaram juntos no CA Indosuez. Lucas iniciou sua carreira na Fator Corretora, atuando como analista de empresas, cobrindo os setores imobiliário e de commodities. Ao final de 2015, juntou-se à equipe de gestão do CA Indosuez, fazendo análise de crédito, trading e gestão, especialmente do fundo de debêntures incentivadas.

Vitor Trova atuou durante cinco anos na área de risco de crédito do Santander Asset Management, antes de se juntar ao Pierre e Lucas na equipe de crédito do CA Indosuez, em janeiro de 2018.

Lucas Mata iniciou sua carreira como estagiário na ARX e hoje compõe o quadro de analistas de crédito privado.

O ARX Elbrus FI Incentivado Infraestrutura RF é classificado como um fundo de crédito privado high grade, isto é, a maior parcela do patrimônio do fundo é destinada à investimentos em títulos de dívida privada que oferecem baixo risco inadimplência para os seus investidores, conforme a avaliação e categorização das agências de classificação de risco de crédito. O fundo carrega uma carteira diversificada de debêntures incentivadas, buscando uma rentabilidade alvo de IMA-B5+1%. Além de títulos corporativos, como as debêntures incentivadas e as notas promissórias, o portfólio também pode, em concentrações residuais, carregar investimentos em títulos bancários de liquidez diária, como LFs. Por estar enquadrado na Lei 12.431/11, o fundo é isento da cobrança de imposto de renda e este benefício é carregado à diante aos cotistas.

Toda análise é submetida à aprovação unânime do Comitê de Crédito, com a participação das áreas de análise, risco, gestão, legal e compliance. Após a alocação, o risco do emissor e da emissão são constantemente reavaliados e as alocações são reajustadas de maneira a refletir mudanças no perfil de risco das posições.

Os emissores são submetidos a um rigoroso processo de análise que considera, dentre outros fatores, o risco intrínseco do emissor, os riscos do setor em qual está inserido e os possíveis impactos de variáveis macroeconômicas nestes ativos. Além disso, também são levadas em conta características específicas de cada emissão, como garantias, avais, formalização dos instrumentos financeiros e outros.A equipe de crédito possui grande sinergia com a equipe de ações, o que permite com que o time de crédito faça utilização dos modelos de análise dos fundos de ações, principalmente em casos onde os emissores dos títulos de dívida sejam empresas de capital aberto e que estejam dentro do universo de cobertura, de forma a aumentar as informações a respeito dos cases.

Atualmente o portfólio está com 72 emissores diferentes. Considerando este universo de títulos, o portfólio contém cerca de 90% do patrimônio líquido do fundo alocado em debêntures incentivadas, 9% em LFs, e 5% alocado em caixa.

Em relação a exposição à qualidade do crédito, o fundo está alocado em 45,90% de patrimônio líquido em títulos com rating AAA, 11,97% em AA+, 23,20% em AA, 7,91% em AA-, 5,13% em A+, e 4,27% em títulos sem rating.

Hoje as principais posições estão em dívidas de empresas enquadradas nos setores de elétricas (distribuição, transmissão, geração, eólicas e holdings), rodovias, saneamento, bancos, telecom, açúcar e etanol, óleo & gás (distribuição), ferrovias, meios de pagamento.

Mercados de atuação e performance da estratégia:

TESOUROCRÉDITO PRIVADOMOEDASAÇÕESDERIVATIVOSALAVANCAGEM
XXXX
CaixaDebêntures e LFs
Referência: janeiro/2022

A Órama Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A. distribui seus produtos para pessoas físicas e jurídicas. Recomendamos o preenchimento do seu Perfil de Investidor antes da realização de investimentos. As informações constantes neste documento estão em consonância com os regulamentos dos fundos de investimento, mas não os substituem. Leia a lâmina de Informações essenciais, se houver, e o regulamento antes de investir, disponíveis no site www.orama.com.br. RENTABILIDADE PASSADA NÃO REPRESENTA GARANTIA DE RENTABILIDADE FUTURA. AS RENTABILIDADES DIVULGADAS NÃO SÃO LÍQUIDAS DE IMPOSTOS E TAXAS DE ENTRADA, DE SAÍDA OU DE OUTRAS TAXAS, QUANDO APLICÁVEL. FUNDOS DE INVESTIMENTO NÃO CONTA COM GARANTIA DO ADMINISTRADOR, DO GESTOR, DE QUALQUER MECANISMO DE SEGURO OU DO FUNDO GARANTIDOR DE CRÉDITOS – FGC. Investimentos nos mercados financeiros e de capitais estão sujeitos a riscos de perda superior ao valor total do capital investido. Este material tem propósito meramente informativo. A Órama não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações aqui divulgadas. As informações deste material estão atualizadas até 31/01/2021.

Posts Similares