Carteira Órama FII – Fevereiro de 2022

PERFORMANCE l JANEIRO 2022:

Conforme já vínhamos indicando, 2022 vai ser um ano de alta volatilidade, principalmente ao considerar as eleições que ocorrem no 2º semestre. Logo em janeiro já vimos uma forte pressão nos juros futuros, diante de discussões quanto a aumento de salários de funcionários federais, além da inflação que veio mais alta do que o mercado estava prevendo. Já no início de fevereiro o Copom se reunirá para decisão de eventual novo aumento da taxa Selic. A expectativa é que a taxa básica de juros seja elevada para 10,75%, voltando para 2 dígitos depois de mais de 4 anos.

Em relação aos mercados de renda variável, vimos o IBOV subindo 7,22%, com uma entrada forte de investidores estrangeiros. Já para o mercado de FIIs, depois de um mês de retomada em dezembro, janeiro iniciou com retornos mais fracos. Porém o destaque foi para a interpretação da CVM quanto a distribuição de dividendos do fundo MXRF11 no dia 25/01 (detalhes na página 2 do relatório). O resultado foi uma queda do IFIX de -0,99% no mês. A Carteira Órama FII teve uma performance levemente positiva de +0,01%. No acumulado desde o início, a carteira segue superando seu benchmark e apresenta um retorno total de +12,69% vs. IFIX -1,05% vs. CDI +6,20%.

MOVIMENTAÇÕES l FEVEREIRO 2022:

Aumento de Exposição a FIIs de CRIs atrelados ao CDI e Saída do RELG11: Diante da mudança do cenário macroeconômico e percepção de uma manutenção do patamar de juros mais alto durante os próximos semestres, acreditamos que fundos de CRI que possuam uma maior exposição a papéis CDI+ possam se tornar investimentos ainda mais atrativos. Dessa forma, decidimos aumentar nossa posição em alguns FIIs de CRIs que já temos na Carteira Órama. Esses fundos possuem uma alta exposição a operações indexadas ao CDI e spreads acima dos pares, e por isso apresentam projeções de aumento significativo de suas distribuições nos próximos meses, e consequentemente em seus preços no secundário. Lembrando que o RBRY11 e VGIR11 possuem CRIs com perfil mais moderado de risco.

Nesse mesmo contexto, se torna ainda mais desafiador o cenário para fundos de tijolo que negociam com desconto em relação a patrimonial e possuem necessidade de caixa ainda para 2022. Por tal motivo, optamos pela retirada do RELG11 da carteira, fundo de logística gerido pela REC. Apesar do potencial que o fundo possui com ativos em localizações estratégicas e que vem tendo uma melhora importante de qualidade através de reformas, acreditamos que o 2º semestre de 2022 pode vir com um desafio para o fundo. Seguiremos acompanhando sua carteira junto ao time de gestão, tendo em vista que ainda enxergamos oportunidades para o fundo no longo prazo. Porém por hora, acreditamos que FIIs de CRIs conseguirão entregar resultados mais consistentes e interessantes aos investidores, além de trazer um perfil ainda mais defensivo para Carteira Órama FII diante de um ano de alta volatilidade que teremos.


→Mantemos uma alocação mais defensiva na Carteira Órama FII, com 40% em FIIs de Recebíveis, que trazem uma maior resiliência de fluxo de caixa e conseguem entregar mensalmente a variação dos indexadores (IPCA, IGP-M, CDI), além de Fundos de Tijolo com imóveis de qualidade, taxas de retorno atrativas e inquilinos com baixo risco de crédito. Buscamos também oportunidades de ganho de capital em FIIs que tiveram seus preços mais descontados diante do cenário macro atual.

Para ter acesso ao relatório completo, clique no link abaixo:

DISCLAIMER
AVISOS IMPORTANTES:
Este documento é distribuído pela ÓRAMA DTVM S.A. (“Órama”), estando em conformidade com a Resolução CVM 20/2021. O(s) analista(s) de valores mobiliários Gabriel Montenegro de Carvalho – CNPI EM 2236, é(são) o(s) signatário(s) da(s) análise(s) descrita(s) no presente documento e se declara(m) inteiramente responsável(is) pelas informações e afirmações contidas neste material. O(s) analista(s) envolvidos na elaboração deste documento declara(m) que as recomendações eventualmente contidas no relatório refletem única e exclusivamente sua opinião pessoal sobre o(s) ativo(s) analisado(s) e foi(ram) elaborado(s) de forma independente, inclusive em relação à Órama. A Órama mantém e/ou tem intenção de manter relações comerciais com um(a) ou mais companhias/fundos a que se refere este relatório. Parte da Remuneração do(s) analista(s) é proveniente dos lucros da Órama como um todo e, consequentemente, das receitas oriundas de transações realizadas pela Órama. A Órama pode estar atuando e/ou ter atuado como instituição intermediária e/ou participante de oferta pública de valores mobiliários de emissão de uma ou mais [companhias/fundos] citadas neste relatório, inclusive nos últimos 12 meses. Todas as informações utilizadas na(s) análise(s) contida(s) neste documento foram redigidas com base em informações públicas de fontes consideradas fidedignas. Embora tenham sido tomadas todas as medidas razoáveis para assegurar que as informações contidas no presente documento não são incertas ou equívocas no momento de sua publicação, a Órama e o(s) seu(s) analista(s) não respondem por sua veracidade. As informações contidas no presente documento têm propósito meramente informativo, não se constituindo em uma oferta de compra ou de venda de qualquer ativo. As informações, opiniões, estimativas e projeções eventualmente contidas se referem à data de sua elaboração e/ou divulgação, bem como estão sujeitas a mudanças, não havendo obrigatoriedade de qualquer comunicação no sentido de atualização ou revisão. Ainda, as opiniões a respeito de compra, venda ou manutenção dos ativos objeto ou a ponderação de tais ativos numa carteira teórica expressam o melhor julgamento do(s) analista(s) responsável(is) por sua elaboração, porém não devem ser entendidos por investidores como recomendação para uma efetiva tomada de decisão ou realização de negócios de qualquer natureza. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades pessoais de um investidor em específico, não possuindo qualquer vinculação com o perfil do investidor (suitability) e não devendo ser considerado para este fim. Antes de tomar qualquer decisão de investimento, a Órama aconselha que o investidor entre em contato com o seu assessor para orientação financeira com base em suas características e objetivos pessoais, bem como recomenda o preenchimento do seu perfil de investidor. Operações com o(s) ativo(s) objeto das análises podem não ser adequadas ao perfil do investidor. Rentabilidade prevista ou passada não é garantia de rentabilidade futura. As projeções eventualmente constantes neste documento poderão ter resultados significativamente diferentes do esperado. Recomenda-se a análise das características, prazos e riscos dos investimentos antes da decisão de compra ou venda. Investimentos nos mercados financeiros e de capitais estão sujeitos a riscos de perda superior ao valor total do capital investido, não podendo a Órama e/ou o(s) analista(s) envolvido(s) na elaboração deste material serem responsabilizados por qualquer perda direta ou indireta decorrente da utilização do seu conteúdo, cabendo a decisão de investimento exclusivamente ao investidor. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, dentre outras condições, podem afetar o desempenho do(s) ativo(s) objeto da análise deste documento. Fica proibida a reprodução ou redistribuição deste material para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio e expresso consentimento da Órama.”

Posts Similares