Oceanpact – OPCT3

Oceanpact

ÓLEO E GÁS

Empresa cresceu bem, numa indústria cada vez mais apertada

Barcos de apoio a plataformas de petróleo – um negócio nada sexy, porém bastante promissor.

A OceanPact é primordialmente uma prestadora de serviços e locadora de embarcações de apoio às plataformas de petróleo – tanto da Petrobras quanto das outras empresas exploradoras (as IOCs, international oil companies). Esse mercado passou por um longo período de baixa demanda e preços baixos, com sobreoferta global de embarcações e pouco investimento. Mas o cenário competitivo no mercado de petróleo está mudando, e com ele a demanda por este tipo de serviço.

Crescimento prometido no IPO foi entregue – agora é rentabilizar.

A Oceanpact vem crescendo a sua frota consistentemente ao longo dos últimos anos, se aproveitando de uma situação de mercado ainda favorável. Com os recursos do IPO, a empresa acelerou bastante essa expansão, atingindo a marca de 34 embarcações, todas adquiridas no mercado secundário. A empresa começou as suas atividades em 2007, atendendo primordialmente empresas privadas, mas desde 2015, seu principal cliente é a Petrobras.

Perspectiva exploratória no Brasil é positiva.

A Petrobras tem passado por um ciclo extremamente positivo de abertura de diversos mercados dentro da indústria de combustíveis fósseis, como o de refino e o de gás. Vendas de subsidiárias tem sido feitas com este fim, pois a melhor estratégia competitiva para a Petrobras é focar naquilo que a companhia faz melhor: produção de petróleo em águas profundas. A Oceanpact divulgou recentemente a sua perspectiva de capex para os próximos quatro anos. Os novos campos podem demandar a contratação de mais de dez novas FPSO. Cerca de três embarcações de apoio por plataforma devem ser demandadas pela companhia. Ou seja, devemos ver mais demanda pelas embarcações no mercado interno, e uma escassez de oferta, melhorando os preços.

Mercado internacional de embarcações está ficando cada vez mais apertado.

Petróleo é tradicionalmente uma indústria bastante rentável, especialmente entre os anos de 2005 e 2016. Com isso, a demanda por barcos de apoio nunca faltou. Estaleiros asiáticos tem uma tradição de entrega bem feita, barata e pontual. Com o aço relativamente barato que nós tínhamos no mundo na época, a oferta de barcos de apoio cresceu substancialmente. Esse quadro mudou a partir de 2016. tivemos uma queda substancial no preço do petróleo, puxada, entre outros fatores, pela produção do shale oil americano, e com isso a demanda por estas embarcações arrefeceu. Com o passar dos anos, a sobreoferta de embarcações foi gradualmente resolvida. Hoje nós temos uma oferta de embarcações novas muito mais apertada e cara, especialmente com o aumento no preço do aço recente. O mercado secundário, que tradicionalmente tem preços melhores, já começa a mostrar sinais de escassez. Embarcações do tipo RSV e ROV já estão em falta, devido a uma demanda crescente por parte de empresas de energia eólica offshore. Já o de PSVs e AHTSs ainda tem alguma oferta no mercado internacional, mas a tendência é também de fechamento do gap. Isso tudo beneficia a Oceanpact.

Fonte: RI da empresa

Com demanda alta e oferta limitada, um aumento nos preços é inevitável.

Essa é a nossa perspectiva para a OceanPact. As aquisições de embarcações foram feitas num ritmo acelerado, em especial nos últimos doze meses. A empresa se aproveitou de uma situação favorável no mercado para adquirir ativos a excelentes preço. Hoje, com o aumento no custo de reposição, (de compra de uma embarcação nova) e a situação cada vez mais apertada no mercado secundário, a perspectiva é de aumento na demanda interna sem uma contrapartida na oferta. A Petrobras já está passando, neste momento, por relicitações – situações em que a licitação não tem ofertantes interessados no preço ofertado, e a empresa precisa fazer uma nova licitação, oferecendo um preço maior para conseguir o navio. Acreditamos que esta situação ocorrerá reiteradas vezes ao longo dos próximos anos, beneficiando as empresas do segmento. É importante salientar ainda que, em julho deste ano, ocorreu uma renegociação da Oceanpact com um importante sindicato do setor, que aumentou os salários de alguns funcionários em 30%. Nesta data, o preço da ação caiu substancialmente, e continuou se deteriorando com o aumento dos juros. A empresa está hoje avaliada a R$ 570 milhões, com uma dívida bem menor do que as competidoras, com uma dívida também de 500 milhões, e uma frota com custo de reposição de pelo menos o dobro do que é marcado hoje. O preço está bom e a perspectiva é favorável.

Fonte: RI da Empresa

DISCLAIMER

“Este documento é distribuído pela ÓRAMA DTVM S.A. (“Órama”), estando em conformidade com a Resolução CVM 20/2021. O(s) analista(s) de valores mobiliários Phillip Dyon Flores Pereira Soares – CNPI EM 1756, é(são) o(s) signatário(s) da(s) análise(s) descrita(s) no presente documento e se declara(m) inteiramente responsável(is) pelas informações e afirmações contidas neste material. O(s) analista(s) envolvidos na elaboração deste documento declara(m) que as recomendações eventualmente contidas no relatório refletem única e exclusivamente sua opinião pessoal sobre o(s) ativo(s) analisado(s) e foi(ram) elaborado(s) de forma independente, inclusive em relação à Órama. A Órama mantém e/ou tem intenção de manter relações comerciais com uma ou mais [companhias/fundos] a que se refere este relatório. Parte da Remuneração do(s) analista(s) é proveniente dos lucros da Órama como um todo e, consequentemente, das receitas oriundas de transações realizadas pela Órama. A Órama pode estar atuando e/ou ter atuado como instituição intermediária e/ou participante de oferta pública de valores mobiliários de emissão de uma ou mais [companhias/fundos] citadas neste relatório, inclusive nos últimos 12 meses. Todas as informações utilizadas na(s) análise(s) contida(s) neste documento foram redigidas com base em informações públicas de fontes consideradas fidedignas. Embora tenham sido tomadas todas as medidas razoáveis para assegurar que as informações contidas no presente documento não são incertas ou equívocas no momento de sua publicação, a Órama e o(s) seu(s) analista(s) não respondem por sua veracidade. As informações contidas no presente documento têm propósito meramente informativo, não se constituindo em uma oferta de compra ou de venda de qualquer ativo. As informações, opiniões, estimativas e projeções eventualmente contidas se referem à data de sua elaboração e/ou divulgação, bem como estão sujeitas a mudanças, não havendo obrigatoriedade de qualquer comunicação no sentido de atualização ou revisão. Ainda, as opiniões a respeito de compra, venda ou manutenção dos ativos objeto ou a ponderação de tais ativos numa carteira teórica expressam o melhor julgamento do(s) analista(s) responsável(is) por sua elaboração, porém não devem ser entendidos por investidores como recomendação para uma efetiva tomada de decisão ou realização de negócios de qualquer natureza. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades pessoais de um investidor em específico, não possuindo qualquer vinculação com o perfil do investidor (suitability) e não devendo ser considerado para este fim. Antes de tomar qualquer decisão de investimento, a Órama aconselha que o investidor entre em contato com o seu assessor para orientação financeira com base em suas características e objetivos pessoais, bem como recomenda o preenchimento do seu perfil de investidor. Operações com o(s) ativo(s) objeto das análises podem não ser adequadas ao perfil do investidor. Rentabilidade prevista ou passada não é garantia de rentabilidade futura. As projeções eventualmente constantes neste documento poderão ter resultados significativamente diferentes do esperado. Recomenda-se a análise das características, prazos e riscos dos investimentos antes da decisão de compra ou venda. Investimentos nos mercados financeiros e de capitais estão sujeitos a riscos de perda superior ao valor total do capital investido, não podendo a Órama e/ou o(s) analista(s) envolvido(s) na elaboração deste material serem responsabilizados por qualquer perda direta ou indireta decorrente da utilização do seu conteúdo, cabendo a decisão de investimento exclusivamente ao investidor. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, dentre outras condições, podem afetar o desempenho do(s) ativo(s) objeto da análise deste documento. Fica proibida a reprodução ou redistribuição deste material para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio e expresso consentimento da Órama.” 

Posts Similares