Painel 15 – 16/11/2021

Projeções para final de 2021

Projeções para o final de 2021

IndicadorÚltimo
03.11.2021
Atual
16.11.2021
COMENTÁRIOS
PIB do Brasil+5,0%+5,0%Para 2021, a projeção do PIB segue em 5% (-0,3%; +0,1%), com viés de baixa. Em setembro o setor de Serviços recuou 0,6% e as vendas no varejo caíram 1,3%. O IBC-Br também registrou uma queda de 0,27% no mês, indicando um cenário de atividade econômica ainda mais fraca.
Para 2022, nossa projeção de crescimento segue em 0,5%, mas existem vetores para ambos os lados.
A lenta recuperação do mercado de trabalho, bem como a perda de impulso de crescimento pela política monetária apertada, são potenciais de baixa. Porém, os resultados do primeiro semestre podem surpreender para cima dada:
●      expectativa acerca do atingimento de cobertura vacinal (em torno de 85% a 90% da população) levando a uma recuperação do setor de Serviços;
●      a crise hídrica se tornando menos crítica com estimativa de safra recorde;
●      melhora dos índices de confiança.
Resultado Primário-1,6%-1,4%Reduzimos, marginalmente, o déficit primário para 2021, devido a uma arrecadação mais forte.
O cenário das Contas Públicas para 2022 ainda é permeado de muitas incertezas. O orçamento do ano que vem ainda não está fechado e, com isso, não há fixação sobre o valor das despesas. Todavia, nossa projeção para o próximo ano melhorou para um déficit em torno de 1,5%.
SELIC9,25%9,25%A nossa expectativa para 2021 segue em  9,25%, considerando mais uma alta de 1,5 p.p. em dezembro.
Em relação a 2022, revisamos nossas estimativas para 11%. O atual ciclo de aperto deverá contar com novas altas de 1 p.p. e 0,75 p.p, respectivamente, nas duas primeiras reuniões do ano que vem.  Esse é o valor condizente com a nossa expectativa de inflação para o ano, em 4,7%.
Mais uma vez importante ressaltar que quando a Selic superar 8,5%, volta a vigorar a regra de remuneração da poupança antes da mudança em 2012 com a Lei 12.703. Dessa forma, os rendimentos serão de 0,5% ao mês (6,17%a.a.), ao invés de 70% da Selic, acrescida da Taxa Referencial (0% atualmente). 
IPCA9,00%9,50%Revisamos a projeção de 2021 para 9,50%. O IPCA de outubro subiu 1,25%, acima do consenso de mercado (+1,06%). A composição inflacionária piorou, em comparação a última divulgação, com os núcleos e o índice de difusão acelerando. Apesar disso, seguimos acreditando que não haja muito mais espaço, na análise ano contra ano, para aumentos adicionais do índice, por conta do efeito base estatístico.
O grupo Alimentação no Domicílio veio em linha com as expectativas e são boas as perspectivas do grupo para o resto do ano, com as safras sendo produtivas e com diminuição do preço da carne. O grupo Transportes, que tem gasolina como o maior vetor de pressão do ano, também tende a não pressionar mais o índice, com a defasagem dos preços diminuindo. O grupo Habitação, no qual energia elétrica tem maior peso, tende a aliviar com a melhora da situação hídrica.
Para 2022, alteramos o IPCA para 4,7%. Consideramos que parte do choque de preços está se dissipando para o próximo ano e a pressão pelo lado da demanda não deve ser tão elevada.
DólarR$ 5,35 a
R$ 5,45
R$ 5,35 a
R$ 5,45
Após ter atingido cotação superior a R$ 5,70, a moeda americana recuou, passando a negociar no intervalo que temos como alvo, 5,35-5,45.
Todavia, os ruídos políticos, bem como as incertezas sobre o destino da PEC dos Precatórios, deixam a taxa de câmbio muito volátil. O dólar é variável de escape e, com as indefinições sobre o arcabouço fiscal, os investidores acabam se protegendo na moeda, o que obriga o BC a promover swaps cambiais para tentar mitigar essa oscilação excessiva.
Ibovespa118 – 120 mil pts116 – 117 mil ptsO Ibovespa é o índice acionário que apresenta o pior desempenho neste ano, das principais bolsas globais. Estamos com um múltiplo P/L em torno de 6,5x, extremamente descontado em relação a outros mercados, inclusive pares.
Caso a celeuma política envolvendo “teto dos gastos” e a “PEC dos precatórios” seja resolvida ainda em novembro, poderemos observar um rali de fim de ano, com o índice tentando buscar entre 116 e 117 mil pontos.
Para 2022, mantivemos o target do Ibovespa para 134 mil pontos, a despeito da nossa visão que será um ano com enorme volatilidade, em meio ao calendário eleitoral. Pelo desconto excessivo, acreditamos factível uma elevação no P/L para patamares de 10x.
Juros EUAfaixa de
0 a 0,25%
faixa de
0 a 0,25%
Os mercados de ações americanos praticamente ignoraram o tapering anunciado pelo FED, com os índices mantendo-se próximos de suas máximas históricas, sem sinais de cansaço.
Acreditamos que esteja muito próxima a decisão de Joe Biden se irá, ou não, reconduzir Jerome Powell para um novo mandato à frente do BC americano. Com a inflação em patamares muito elevados, alguns analistas já especulam que o FED precise antecipar a alta dos juros, o que acaba refletindo sobre o rendimento dos títulos de 10y, que voltaram a trabalhar acima de 1,6%.
Nossa visão permanece que o FED iniciará a elevação de taxas ainda em 2022, provavelmente no último trimestre.

Este material foi elaborado pela Órama DTVM S.A.. Este material não é uma recomendação e não pode ser considerado como tal. Recomendamos o preenchimento do seu perfil de investidor antes da realização de investimentos, bem como que entre em contato com seu assessor para orientação com base em suas características e objetivos pessoais. Investimentos nos mercados financeiros e de capitais estão sujeitos a riscos de perda superior ao valor total do capital investido. Este material tem propósito meramente informativo. A Órama não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações aqui divulgadas. As informações deste material estão atualizadas até 16/11/2021.

Posts Similares